A Hora da Verdade

Por: Marco Aurélio Floriani |

Vivemos nos últimos anos um período de muitas expectativas em relação à realização dos mega eventos programados para nosso País, e o primeiro grande evento está batendo em nossa porta, 2014 chegou. Agora precisamos nos unir e ajudar o nosso País a realizar um ótimo evento, pois qualquer problema que possa ocorrer extra campo poderá afetar a imagem do Brasil perante os olhos do mundo e isso é muito sério. Acredito que conseguiremos realizar a maior Copa do Mundo de todos os tempos, e daí, o que isso significa?

Esta é a nossa grande indagação, qual será o legado do setor de eventos após a realização dos mega eventos?

Acreditamos que estes eventos nos deixarão um grande ensinamento, uma grande lição, poderemos aprender muito com a realização da Copa do Mundo, pois este grande evento ocorrerá em diversas cidades e estados da federação, até mesmo com as Olimpíadas em 2016, apesar de ocorrer somente no Rio de Janeiro, teremos delegações fazendo suas pré-temporadas em diversas cidades do País. Isto fará com que as cidades e as empresas do setor de eventos estejam preparadas para realizarem com excelência estes eventos, qualificando a mão de obra e investindo na estrutura das empresas prestadoras de serviço para o setor.

Porém, só a realização dos mega eventos não é suficiente para manter e movimentar a cadeia produtiva do setor do turismo de negócio. Precisamos fazer muito mais e melhor, criar novos projetos e alternativas, inovar. Em 2013 o setor de eventos teve um crescimento na ordem de 14,3%, segundo dados da Embratur, um crescimento muito maior que da economia brasileira. Isto só comprova o ritmo acelerado de crescimento do setor, deixando-nos ainda mais otimistas em relação aos próximos anos.

Precisamos nos preparar, investir em nossas empresas, qualificar nossa mão de obra, incentivar a criação de novos projetos e a realização de novos eventos, fomentando desta forma o setor e criando novas oportunidades. O mercado de turismo de eventos sobrevive principalmente dos pequenos e médios eventos, e estes projetos precisam ser apoiados e incentivados pelo poder público, que normalmente direciona seus recursos e energias somente para apoiar os grandes e os mega eventos. Precisamos nos mobilizar, trabalhar em conjunto pelo crescimento do setor, cobrar dos nossos governantes a melhor distribuição dos recursos públicos evitando a concentração dos recursos e dos projetos que normalmente são realizados somente nas grandes cidades ou nas capitais.

Essa é a hora da verdade, onde todos os olhares estão direcionados para o setor de eventos, precisamos navegar nesta onda positiva e fazer o melhor momento para o setor, com qualidade e responsabilidade, pois em eventos não temos a chance de errar, é um momento único, especial.

Um ótimo 2014 para todos os profissionais que atuam direta ou indiretamente no setor de turismo de eventos.

Deixe seu comentário

Comentários