O verdadeiro concorrente do seu hotel

Por: Vagner Sardinha | Data: 17/07/2014 14:15:00

Pode até parecer uma questão simples de se responder, mas não é, e requer um olhar mais apurado para o seu hotel e para o mercado.

Em síntese, a concorrência pode ser definida de forma ampla como todas as empresas formais e informais que atendem às mesmas necessidades do mesmo público-alvo do seu empreendimento, no caso de um hotel, todo meio de hospedagem.

Nessa análise e mapeamento da concorrência, existem algumas variáveis que devem ser levadas em conta, como a definição inicial do público alvo, que vai delimitar e guiá-lo na busca da demanda para o seu hotel.

É claro que outras análises devem ser realizadas, mas não quero ser catedrático e o que quero destacar é que, diante da grande competitividade do mercado, a prioridade deve ser buscar diferenciais para estarem sempre à frente da concorrência. É preciso fazer uma análise e avaliação dos serviços que o hotel está entregando aos seus clientes e por vezes ampliar a estrutura e aperfeiçoar ainda mais os produtos e serviços oferecidos.

Conforto, comodidade, segurança, qualidade e boa infraestrutura, são requisitos básicos exigidos por todos os hóspedes, que estão ainda mais rigorosos na escolha de um hotel.

Se quiser destacar o hotel em meio à concorrência é preciso adotar alternativas estratégicas para atrair clientes e fidelizar aqueles já conquistados. E para isso, às vezes não é preciso investir muito, basta atentar-se ao bem mais precioso de qualquer empresa, o cliente e antecipar as suas necessidades.

Mas quem é o verdadeiro concorrente de um hotel? Será apenas o hotel vizinho ou o da cidade vizinha e de características semelhantes?

É muito importante também que a análise não se restrinja apenas aos meios de hospedagens de sua localidade, é necessário um olhar mais amplo e generalista.

Muitas vezes como gestor de um hotel a preocupação inicial é com os concorrentes mais próximos, mas não se pode esquecer que estão disputando apenas uma fatia da demanda potencial.

Ter claro o mercado emissor para o hotel é também muito importante, para que as ações comerciais e de marketing sejam assertivas e tragam os resultados esperados.

Uma estratégia eficaz para aumentar essa fatia é a união dos hoteleiros da região, que podem sim fazer a grande diferença, pois juntos, ganham forças e podem trabalhar e criar formas de ampliar a exposição da cidade perante o público-alvo, pressionando e direcionando as ações do poder público e secretarias de turismo a investirem mais na infraestrutura e promoção do destino.

O importante é estar sempre atento e com postura proativa perante o seu empreendimento, assim como afirmou o grande estrategista General Sun Tzu em duas citações em seu tratado A Arte da Guerra.

“Concentre-se no pontos FORTES, reconheça as FRAQUEZAS, agarre as OPORTUNIDADES e proteja-se contra as AMEAÇAS”

“Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.”

Contato www.singulareconsultoria.com.br

* Vagner Sardinha é sócio diretor da Singulare Consultoria e Representação, formado em Administração pela Fundação Santo André e com especializações em Marketing, Gestão de Pessoas e Revenue Management. Possui 14 anos de experiência em hotelaria e turismo, tendo atuado em áreas de negociação, planejamento, produtos, comercial em algumas empresas do trade como, CVC Brasil, Hotelbeds, Best Day, Decolar.com, Slaviero Hotéis e Hotéis Othon.

 

 

 

 

<div class="\\&quot;sociable\\&quot;" style="\\&quot;margin-top:" 0px;="" margin-right:="" margin-bottom:="" margin-left:="" padding-top:="" padding-right:="" padding-bottom:="" padding-left:="" \\"=""> 

 

 

 

Deixe seu comentário

Comentários