Apesar do susto com alga vermelha, Fenaostra está garantida

Por: Redação | Data: 04/09/2018 08:10:00

 

Desde quinta-feira, 30, está proibida a comercialização de ostra em pontos de Florianópolis, Palhoça e Porto Belo. A decisão foi tomada pela Secretaria de Agricultura e Pesca do Estado por conta da presença da toxina diarreica (DSP) nos animais (conhecida como alga vermelha), mas não havia sido divulgada oficialmente porque "a venda deve ser liberada ainda nessa semana", segundo informou uma funcionária da pasta.

Em Florianópolis, a comercialização de ostras foi proibida na Freguesia do Ribeirão, Costeira do Ribeirão, Taperinha do Ribeirão e Caieira da Barra do Sul. Em Palhoça, na Praia do Cedro e na Praia do Pontal. Em Porto Belo, na Ilha João da Cunha, em Araçá e em Perequê.

A liberação da venda de ostras só será possível após dois laudos laboratoriais consecutivos comprovarem que não há mais a presença da toxina diarreica nesses moluscos. Um deles já foi feito e o resultado deu negativo. Agora, a Secretaria de Agricultura e Pesca aguarda um novo exame negativo para liberar a comercialização das ostras. A previsão é de que o resultado saia na quarta-feira, 05.

Fenaostra garantida

Assim como aconteceu no ano passado, a proibição não preocupa a organização da 19ª Fenaostra. O evento está mantido e começa na próxima quinta-feira, 6. De acordo com o superintendente de Turismo, Vinícius De Luca, "o evento não corre riscos".

A Festa Nacional da Ostra e da Cultura Açoriana será realizada entre 6 e 16 de setembro na Praça Fernando Machado. Neste ano, o evento será realizado durante dez dias ininterruptos e foi adiantado para setembro devido ao sucesso da edição anterior. A festividade contará com quatro restaurantes, dois bares, 25 opções de artesanato da cidade, shows de bandas locais e a presença do Caminhão do Peixe 100% Manezinho, além de outras novidades a serem divulgadas. Na edição anterior foram recebidos 54 mil visitantes e consumidas 150 mil ostras. Para a 19ª, a meta é chegar em pelo menos 80 mil pessoas e venda de 180 mil ostras.

Deixe seu comentário

Comentários