Prêmio do Turismo consagra dois profissionais de Santa Catarina

Por: Redação | Data: 07/12/2018 09:41:00

 

O 1º Prêmio Nacional do Turismo reconheceu, na noite da última quarta-feira (5), em cerimônia no Rio de Janeiro, os cinco profissionais do mercado nacional de Viagens que se destacaram por sua atuação inovadora e proativa no desenvolvimento do Turismo no país. Um total de 24 finalistas, indicados por comissão técnica formada por membros do Ministério do Turismo e do Conselho Nacional de Turismo, foram submetidos a votação popular. Ao todo, foram computados 44,2 mil votos válidos para eleger os vencedores das categorias Academia, Governo, Iniciativa Privada, ONGs e Imprensa/Mídias Sociais.

A solenidade reuniu autoridades, empresários, gestores e líderes dos setores público e privado de diversos segmentos do turismo nacional. O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, definiu o prêmio como uma “grande celebração de brasileiros que são líderes notáveis e inspiram o Brasil que queremos”. Ele afirmou que o evento “é um reconhecimento simbólico da grandeza do Turismo no Brasil e da dimensão deste grande setor da economia. Estamos premiando exemplos de pessoas que enfrentaram medos e venceram”, declarou. O evento foi o pano de fundo para as despedidas do cargo de ministro para o catarinense Vinícius Lummertz. Nesta quinta-feira (6), Lummertz foi confirmado para o cargo de secretário do Turismo do Estado de São Paulo, à convite do governador eleito, João Dória Jr. Com este último convite, somam cinco ministros do governo Temer a compor o colegiado paulista à partir de janeiro.

Catarinenses roubam a cena

Com 29% dos votos (1.503), o diretor-presidente do Beto Carrero World, Rogério Siqueira, foi o 1º colocado entre os cinco empreendedores da Iniciativa Privada finalistas do Prêmio Nacional do Turismo, que obtiveram 5.182 votos. Além de conduzir os negócios do maior parque temático da América Latina, que fica em Penha (SC), ele é o atual presidente do Conselho Estadual de Turismo de Santa Catarina. “Você tem que acordar cedo, trabalhar muito e dormir tarde. Esse reconhecimento é um exemplo de toda essa aula que aprendi com o turismo”, disse o empresário.

Entre os profissionais de Organizações Não-Governamentais que foram para a final, Thaise Guzzati, técnica da Associação de Agroturismo Acolhida na Colônia, foi a escolhida por 72% dos internautas (4.166 votos) dos 5.758 que votaram nos concorrentes da categoria ONGs. O projeto da 1ª colocada tem como objetivo melhorar as condições de vida e trabalho dos pequenos agricultores por meio do agroturismo. “Brigamos pelo turismo de base comunitária. Estamos em 25 municípios catarinenses, Rio de Janeiro e São Paulo, contribuindo para que os agricultores jovens permaneçam no campo”, ressaltou.

Deixe seu comentário

Comentários