A nova presidente do SIHORBS de Blumenau e região fala sobre seus planos

Por: Redação | Data: 17/08/2017 09:37:00

 

A empresária do setor hoteleiro de Timbó, com experiência de 18 anos no ramo, é a primeira mulher a presidir o sindicato e também a primeira pessoa de outro município, que não seja Blumenau, à frente da entidade. 

 

Em entrevista, Tatiana fala sobre a sua experiência profissional e também sobre os planos para fortalecer o trade turístico da região.

 

– Qual é a sua formação acadêmica?

Tatiana Honczaryk – Sou psicóloga, pós-graduada em Educação com extensões em Gestão. Tenho especial interesse no uso da psicologia para as relações humanas diárias. Um hotel nada mais é do que a oferta de uma experiência através do ” estar “e do “conviver”. Esta formação acadêmica me ajuda muito no dia a dia corporativo.

– Qual a sua ocupação atual?

Tatiana Honczaryk – Sou hoteleira. Administro o Timbó Park Hotel, um hotel independente de 82 apartamentos localizado em Timbó, parte do Vale Europeu e cidade irmã de Blumenau.

– Quais são seus planos para atrair mais turistas e aumentar o movimento dos associados?

Tatiana Honczaryk – Voltar a gestão ao consumidor. De forma simples e direta, quero mostrar que é através do entendimento de comportamento e consumo de nossos clientes que saberemos como evoluir nossos ambientes e nosso meio. Somos responsáveis pelo setor do entretenimento, do deleite, dos bons momentos com a família e amigos. Nosso consumidor pede esta união, pois o uso de nossos espaços faz parte dos melhores momentos da vida dele. Pretendo fazer isso através do tripé marketing, tecnologia e serviços.

– Como você vê o atual cenário turístico do Vale e Alto Vale do Itajaí?

Tatiana Honczaryk – Enxergo com grande potencial, mas sem ter este potencial transformado em oportunidades reais de negócio. O Vale Europeu, como tem sido chamada a região, precisa ser anunciado nacionalmente com mais peso. Precisa estar nas grandes mídias. Somos um destino de fácil acesso, ótimo custo benefício e enorme diversidade de atrativos. Está na hora de comunicar estes fatores para gerar maior recorrência de visitas e, consequentemente, consumo.

– No que as cidades precisam investir para ajudar o trade turístico?

Tatiana Honczaryk – Comunicação. O resto nós já temos. O povo é hospitaleiro, a comida é ótima, a infraestrutura é elogiada. Falta comunicar tudo isso. Como complemento, flexibilidade de horários. O turista precisa de restaurantes abertos, por exemplo, no feriado de Ano Novo. Já não se permite esta rigidez de ambientes fechados em um dos maiores feriados nacionais em um polo turístico.

– Você acredita que a união das entidades pode potencializar o turismo da região?

Tatiana Honczaryk – Não só acredito como lanço aqui minha primeira mensagem à frente desta gestão: senhores gestores das demais entidades associativistas, gostaria de me reunir com cada um de vocês para estreitar laços e desenvolver projetos conjuntos. Sozinhos, teremos mais dificuldade para atingir mudanças significativas.

– Você pretende dar continuidade nas ações da atual gestão?

Tatiana Honczaryk – Participei ativamente desta transição e honrarei com muito orgulho e respeito o distinto trabalho iniciado pelo Emil Chartouni à frente desta última gestão.