Frio para se divertir após o colapso da economia argentina

Por: Redação | Data: 14/05/2018 11:06:00

 

Bariloche, na Argentina é o quintal gelado do Brasil. Há alguns anos, a cidade é destino de brasileiros que desejam ver de perto a neve e se aventurar em esportes e atividades que têm os flocos de gelo como atração principal. E, para 2018, a expectativa de novos turistas brasileiros na alta estação de inverno tem um cenário promissor. Somente para os meses de julho e agosto são esperados 42.000 brasileiros, número 15% superior em relação à temporada de 2017.

Bariloche é sem dúvida um destino aspiracional para muitos viajantes. Em 2017, cerca de 280 mil visitantes estiveram na cidade, que teve uma ocupação hoteleira média de 80% com picos de 95%. Outro índice que reforça o crescimento da cidade como rota turística é o número de voos operados para região, que cresceu 14% em relação a 2016 e, para 2018 deve alcançar 12% de crescimento na oferta de assentos com 12 voos semanais saindo de São Paulo.

O Diretor Executivo de EMPROTUR, Diego Piquín atribui os bons números alcançados em 2017 e projetados para este ano, ao programa de descontos em hotelaria que incentiva o fluxo contínuo de visitantes também no mês de junho e primeira semana de julho com tarifas mais econômicas. “Estamos otimistas com a temporada deste ano. 2017 foi um ano muito positivo para a cidade e movimentou cerca de R$ 115 milhões no turismo de entretenimento. Os brasileiros representam cerca de 13% dessa cadeia e nessa temporada, apostamos em um índice de 15% atribuído a estes viajantes”, finaliza o executivo. Claro, a crise econômica que tomou de assalto o país e fez subir às montanhas andinas o valor do dólar em relação à moeda local nesses últimos dias, certamente aponta para a concretização dessa expectativa do trade turístico local. Talvez, seja a grande aposta do trade para aliviar os efeitos do maior aperto econômico advindo do retorno da Argentina ao FMI. Não é atoa que todas as velas foram acesas para os santos protetores dos Andes e até para o Papa Francisco. 

Para atender a demanda da temporada de inverno, as companhias aéreas já prepararam operação especial. A LATAM, por exemplo, opera com voos diretos de São Paulo a Bariloche entre 1º de julho e 15 de agosto. Já a Azul, triplica sua oferta de conexão até dia 5 de agosto, com voos saindo de São Paulo três vezes por semana (quartas-feiras, sábados e domingos).

Sinal verde para a diversão e para a economia da cidade.

Mais Informações: www.barilocheturismo.gob.ar

Deixe seu comentário

Comentários